Caso Luana Pepe começa a ser esclarecido com a prisão de dois suspeitos

Clique no ícone acima (alto falante) e ouça o que disse a Delegada, Carla Khun, a respeito das investigações.

O corpo da menina Luana Ferraz Pepe, de 14 anos de idade, foi localizado por dois homens, no dia 7 de maio de 2011, por volta das 17 horas, próximo ao encontro das avenidas Bento Gonçalves e Juscelino Kubitschek de Oliveira. Na ocasião, a dupla telefonou para a polícia informando a localização do cadáver e permaneceu no local até a chegada dos agentes. Os homens de iniciais L.C.P.S. de 46 anos e J.B.S. de 39 anos de idade, foram apontados como suspeitos de participarem do crime, foram detidos, mas em seguida liberados, por falta de provas.

Nesta segunda-feira (24/03/14), dois anos e dez meses depois da morte de Luana, a dupla voltou a ser detida, ouvida e recolhida ao Presídio Regional de Pelotas. O resultado das perícias feitas na casa onde eles moravam foram determinantes para os policiais confirmarem as suspeitas de envolvimento dos dois no caso.

O caso

A estudante saiu de casa no dia 7 de maio de 2011 e nunca mais voltou. De acordo com relatos na ocorrência policial, ela teria ido à escola, o que não foi confirmado pela instituição de ensino. O corpo foi encontrado dez dias depois em um terreno baldio na área central, com sinais de violência (pancadas na cabeça).

 

 

 


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

-

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS