Registros de armas crescem quase 5x com Bolsonaro

Números chegam a 674 mil licenças

O número de pessoas com certificado de registro de armas de fogo cresceu 474% durante o governo de Jair Bolsonaro. 

 

n/d

 

Os dados são do Anuário de Segurança Pública, com base em informações do Exército, e levam em consideração registros para atividades de caçador, atirador desportivo e colecionar (CAC) até 1º de julho de 2022. Há ainda outros tipos de registros, que também notificaram crescimento.

 

Em 2018, antes de Bolsonaro assumir, o número de pessoas com registros para essas atividades era de 117,5 mil. Ou seja, 56 brasileiros a cada 100 mil possuíam licença para armas. Agora há 673,8 mil registros. Isso quer dizer que, a cada cem mil pessoas, 314 têm a autorização.

 

Os pesquisadores do Fórum Brasileiro de Segurança Pública Isabel Figueiredo, Ivan Marques e David Marques alertam para o aumento "descontrolado" do número de armas e munição em circulação, incluindo as de alta poder destrutivo, como fuzis. E as potenciais consequências, como o desvio de armas regulares para o crime. 

 

O mais populoso estado do país, São Paulo, concentra a maior parte dos registros, com 26%, seguido pelo grupo que inclui Paraná e Santa Catarina, 16% do total. O outro estado do Sul do país, Rio Grande do Sul, representa 11% do total.//g1


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Programa Realidade Rural

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS