2020 teve maior nº de mortes por álcool no Brasil desde 2010

Crescimento foi de 24% em relação à 2019

Desde 2010, o Brasil nunca tinha contado tantas mortes atribuíveis à ingestão de álcool quanto em 2020 — não por acaso, o primeiro ano da pandemia de Covid-19.

 

n/d

 

Em 2020, foram registradas 8.169 mortes totalmente atribuíveis ao álcool no país — um crescimento de 24% em relação ao número de 2019 (6.594). Também foi um valor consideravelmente maior à média de mortes deste tipo nos dez anos anteriores, de 2010 a 2019: 6.830. 

 

Os dados foram revelados pelo Centro de Informações sobre Saúde e Álcool nesta terça-feira (14/6), com base em números do DataSUS.

 

São consideradas mortes totalmente atribuíveis ao álcool aquelas que poderiam ser evitadas se não houvesse o consumo de bebidas. É o caso de envenenamento por álcool, miopatia alcoólica, da síndrome alcoólica fetal e de transtornos mentais e comportamentais ligados diretamente ao álcool, entre outros. 

 

A publicação "Álcool e a Saúde dos Brasileiros - Panorama 2022" também mostra que, ao mesmo tempo, caiu em 15% o volume de internações hospitalares totalmente atribuíveis ao álcool em 2020, na comparação com 2019.//g1


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Programa Realidade Rural

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS