Transmissão por Covid-19 acelera em Rio Grande e Pelotas

Previsões dependerão do isolamento social e vacinação

A análise desenvolvida por pesquisadores do Projeto Exactum, do Instituto de Matemática, Estatística e Física a Imef da FURG, indica aceleração na taxa de contaminação por Covid-19 em Rio Grande e Pelotas. Segundo os dados coletados até 23 de outubro, o Índice de Reprodução Basal (R) das cidades era de R0=1,08 e R0=1,06, respectivamente. A taxa acima de 1 aponta a aceleração da contaminação, ou seja, 100 pessoas contaminadas em Rio Grande propagam o vírus para outras 108, enquanto em Pelotas 100 pessoas disseminam o vírus para outras 106.

n/d

O modelo prevê que Pelotas passará de 47843 casos confirmados em 23 de outubro para 49804 em 12 de novembro, enquanto Rio Grande passará de 20847 casos confirmados para 21905, nas mesmas datas. Estas previsões poderão se confirmar se não houver mudanças nas situações atuais dos municípios, principalmente correlatas ao isolamento social e ao ritmo da vacinação.//Diário da Manhã


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Programa Super Tarde

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS