Polícia Federal inicia investigação sobre ataques virtuais ao TSE

Está foi a 1ª eleição em que a divulgação da totalização dos votos foi centralizada no TSE

Imagem da InternetImagem da InternetFoto: Internet

A Polícia Federal já iniciou a investigação sobre os ataques virtuais feitos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Uma equipe especializada na apuração de crimes cibernéticos, especialmente de casos de pedofilia e tentativas de fraudes bancárias na internet, vai atuar no caso.

 

O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, apontou a ação de "milícias digitais" e disse na última segunda-feira ver "motivação política" nos ataques virtuais sofridos pela Justiça Eleitoral no domingo, dia de votação do primeiro turno das eleições municipais. Nos bastidores, a condução da crise no TSE, que também sofreu com atrasos na divulgação dos votos, tem provocado críticas à atuação de Barroso.

 

Um ministro da Corte Eleitoral, que pediu para não ser identificado, considerou uma "lástima" o comportamento de Barroso. O presidente do TSE tem sido criticado reservadamente por integrantes, tanto do TSE quanto do Supremo Tribunal Federal (STF), por mudar a versão sobre a lentidão na atualização dos votos - e por responsabilizar a gestão de sua antecessora, Rosa Weber, pela decisão sobre a centralização na divulgação dos dados.

 

As eleições de 2020 foram as primeiras em que a divulgação da totalização dos votos foi centralizada no TSE. Antes, cada um dos 27 tribunais regionais eleitorais fazia as suas totalizações, de forma independente. A mudança nos procedimentos foi determinada na gestão de Rosa Weber no TSE, que acolheu um relatório técnico da Polícia Federal.

 

A lentidão na totalização dos votos inflamou a militância digital bolsonarista, que voltou a lançar suspeitas - sem provas - sobre a lisura do processo eleitoral. Também ampliou o desgaste interno do secretário de tecnologia da informação do tribunal, Giuseppe Janino - Janino é um dos criadores da urna eletrônica no Brasil.

 

Fonte: Correio do Povo

 


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Atualidade Esportiva 2² Edição

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS