Se houver 2ª onda de Covid, prorrogação do auxílio emergencial será 'uma certeza'

Prorrogação dos pagamentos

Imagem da InternetImagem da InternetFoto: Internet

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quinta-feira (12) que, se houver uma segunda onda de casos de Covid-19 no país, a prorrogação dos pagamentos do auxílio emergencial será "uma certeza".

 

Segundo ele, este não é o "plano A" do governo, mas a medida pode ser tomada como forma de "reagir". O auxílio emergencial foi aprovado pelo Congresso para amenizar as perdas de trabalhadores informais afetados pela pandemia.

 

O governo começou a fazer os pagamentos em maio. Inicialmente, iriam até julho. Depois foram prorrogados uma primeira vez até setembro e, uma segunda vez, até dezembro. O valor, no início, era de R$ 600, mas passou para R$ 300 nas últimas parcelas.

 

Fonte:  G1


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Estação 620 "Reprise Cotidiano"

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS