Meta agora é disputar mais uma final

Brasil começa decidir nesta segunda-feira, contra o Vila Nova, vaga na decisão da Série C Brasileiro

             n/dBrasil tenta repetir a fase anterior e sair com vantagem no jogo de idaFoto: Ítalo Santos?

 

           O Brasil festejou muito a conquista da vaga na Série B do Campeonato Brasileiro. Cerca de 30 mil pessoas saíram às ruas no domingo (dia 18) para festejar o acesso rubro-negro. Os xavantes estão na mais pura alegria. Mas o time de Rogério Zimmermann quer escrever mais um capítulo nesta história vitoriosa de 2015. Quer passar pelas semifinais e chegar a mais uma final de competição nacional. O sonho é conquistar um inédito título em Brasileiro.

 

            Nesta segunda-feira, às 19h, o Brasil começa a decidir sua participação na final do Campeonato Brasileiro da Série C. É o primeiro jogo das semifinais diante do Vila Nova, no Bento Freitas. A segunda partida ocorre no dia 2 de novembro, às 19h, no Serra Dourada, em Goiânia. Quem passar por esse confronto irá enfrentar Tupi ou Londrina na decisão do titulo. Na outra semifinal, o jogo de ida terminou com o empate por 0 a 0 em Juiz de Fora.

 

             O Brasil espera manter o ritmo em que encerrou a fase anterior, quando se classificou com vitória de 2 a 0 diante do Tupi, em Juiz de Fora; e superou o Fortaleza na luta por vaga na Série B. Venceu os cearenses por 1 a 0 no Bento Freitas e segurou o empate sem gols no Castelão. Na verdade, o time rubro-negro não sofre gol há três partidas, o que se tornou fundamental para que alcançasse a vaga na segunda divisão nacional.

 

             Mas como costuma enfatizar o técnico Rogério Zimmermann, o seu time não é só marcação. Seu principal cartão de apresentação é justamente a força ofensiva: possui o melhor ataque da Série C e dificilmente irá perder esse posto. São 31 gols em 20 partidas. Os outros semifinalistas estão bem atrás: Vila Nova tem 27 gols; o Londrina, 24; e o Tupi, 22.

 

             O Vila Nova tem a melhor defesa da competição, com 14 gols em 20 partidas – mesmo desempenho do Londrina. A força do ataque rubro-negro contra a fortaleza defensiva do Colorado de Goiás é uma das muitas atrações da partida desta noite na Baixada.

 

            DESFALQUES - O Brasil terá três desfalques na defesa nesta primeira partida das semifinais da Série C. Eduardo Martini – herói em mais um acesso do Xavante, com atuação espetacular diante do Fortaleza, no Castelão – e Wender. Os dois estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Xaro foi expulso nos últimos minutos do jogo passado e é mais um ausente nesta primeira partida da decisão de vaga na final da Série C.

 

            Rogério Zimmermann não indicou quais serão os substitutos, mas, considerando aproveitamento anterior nessas funções, as vagas devem ficar com Luiz Müller (goleiro), Jardel (lateral direito) e Brock (lateral esquerdo). O Vila Nova não irá contar com seu principal artilheiro, Carlos Frontini, 34 anos. O atacante foi expulso no jogo diante da Portuguesa, no Canindé. Ele é o terceiro artilheiro da Série C, com nove gols – atrás apenas de Guilherme Queiróz (Portuguesa), que tem 12; e Leandrão (ex-Brasil, agora no Vasco), com 11.

 

               BRASIL

Luiz Müller; Jardel, Leandro Camilo, Teco e Brock; Leandro Leite, Washington, Diogo Oliveira e Felipe Garcia; Nena e Cleverson. Técnico: Rogério Zimmermann.

 

            VILA NOVA

            Edson; Vinícius Simon, Vitor e Gustavo Bastos; Marcelo, Francesco, Ramires, Robston e Marinho Donizete; Moisés e Bruno Lopes (Vanilson). Técnico: Márcio Fernandes.

 

            Árbitro: Mário André Gomes da Penha/ES; assistentes: Miguel Caetano Ribeiro da Costa/SP e Alex Ang Ribeiro/SP; quarto árbitro: Francisco da Silva Neto/RS.

 

           Foto: Ítalo Santos

 

 


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS