Números favoráveis da campanha xavante

Brasil decide sábado acesso para a Série B do Brasileiro contra o Fortaleza, no Castelão

            n/dBrasil tem retrospecto animador no Brasileiro para Série CFoto: Ítalo Santos

        O Brasil tem um retrospecto no Campeonato Brasileiro da Série C que apresenta situações favoráveis para a partida de sábado, às 16h, diante do Fortaleza, no Castelão, na capital cearense. O time rubro-negro garante acesso com vitória, empate ou até mesmo derrota por um gol de diferença, desde que seja a partir de 2 a 1. Se o Tricolor do Pici ganhar por 1 a 0, a decisão vai para os pênaltis.

 

            A vitória de 1 a 0 no jogo de ida deixou o Brasil com uma vantagem mínima, mas importante – principalmente por não ter sofrido gol dentro de casa. O acesso será comemorado no sábado se não sofrer gol. A compactação defensiva apresentada pela equipe no segundo tempo do jogo no Bento Freitas, quando deixou o Fortaleza sem chance de entrar na área adversária, pode ser decisiva. O Xavante não tomou gol em cinco partidas desta Série C (entre elas, as duas últimas contra Tupi e o próprio Fortaleza).

 

            Se o Brasil fizer um gol, os cearenses serão obrigados a marcar três. O time de Rogério Zimmermann não marcou gol em apenas dois jogos desta Série C. E também não perdeu esses jogos. Foram os empates por 0 a 0 diante de Tombense, em Minas Gerais; e Tupi, no Bento Freitas. Com o gol de Cleverson, sábado, o time pelotense passou a ter o melhor ataque da competição, com 31 gols, superando o próprio Fortaleza, a Portuguesa e o Juventude (este último não joga mais na competição).

 

            Mesmo quando perdeu (três derrotas neste Brasileiro), o Brasil marcou gol. Nas três oportunidades (contra Guaratinguetá, Londrina e Guarani), coincidentemente, a derrota foi por 2 a 1. Portanto, resultado que, se repetido sábado, serve para garantir vaga na Série B. A última vez em que o Xavante perdeu por dois gols de diferença foi na partida de ida das semifinais do Gauchão: 3 a 1 para o Internacional, no Beira-Rio.

 

            DEFESA

            Não tomou gol em cinco jogos (Guaratinguetá: vitória de 2 a 0; empates por 0 a 0 com Tombense e Tupi; vitórias de 2 a 0 contra o Tupi e 1 a 0 diante do Fortaleza). A defesa não levou gol nos dois últimos jogos.

 

            ATAQUE

            O Brasil só não marcou gol em dois jogos: empates com Tombense e Tupi no primeiro turno. Tem o melhor ataque entre os 20 times da Série C, com 31 gols em 19 jogos.

 

            ASSIM SERVE

            Quando perdeu (diante de Guaratinguetá, Londrina e Guarani) foi por 2 a 1 – portanto, marcando gol. Resultado que, se repetido no sábado, serve para o acesso. Faz quase seis meses (desde 19 de abril) que o Brasil não perde por dois gols de diferença.

 

                VIAGEM – O Brasil treina em Porto Alegre nesta quarta-feira e, à noite, viaja para Fortaleza, com chegada prevista para o começo da madrugada de quinta-feira. O técnico Rogério Zimmermann terá a volta de Washington e Felipe Garcia, que cumpriram suspensão na partida anterior. Apesar da boa atuação dos substitutos – Galiardo e Jardel, respectivamente -, os dois titulares devem retornar ao time.

            


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Jornal Regional

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS