Brasil está perto do acesso à Série B

Basta um empate em Fortaleza para o Xavante garantir presença na segunda divisão nacional

            n/dCleverson comemora gol diante do Fortaleza, que dá vantagem ao BrasilFoto: Jonathan Silva

              O sonho de alcançar o acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro está mais próximo para os rubro-negros. No primeiro jogo das quartas de final da Série C – fase que decide quem sobre de divisão -, o Brasil derrotou o Fortaleza por 1 a 0, sábado, no Bento Freitas. O gol da vitória foi marcado por Cleverson, aos 42 minutos do primeiro tempo. A partida de volta ocorre no dia 17, no Castelão, na capital cearense.

            O Brasil vai para o segundo jogo com a vantagem de jogar pelo empate. Pode até perder por diferença mínima, desde que marque gol em Fortaleza. A vantagem no Bento Freitas joga a responsabilidade para cima do adversário, que – para se classificar de forma direta – terá que fazer dois gols de diferença. Se os cearenses ganharem por 1 a 0, a decisão da vaga nas semifinais e na Série B será definida nos pênaltis.

 

            O técnico Rogério Zimmermann vê a decisão equilibrada, a partir da vitória do Brasil no Bento Freitas. “Temos agora a igualdade: nós temos a vantagem da vitória e o Fortaleza tem a vantagem de jogar em casa a segunda partida”. Ele destacou o equilíbrio de sua equipe no jogo de sábado e espera o mesmo comportamento no Castelão. “Temos que ser um time equilibrado, marcar forte e atacar também”. Até porque, se fizer um gol, o Xavante força o adversário a marcar três.

 

            O grupo do Brasil retorna aos treinos nesta segunda-feira. A viagem para Fortaleza está marcada para quarta. Washington e Felipe Garcia retornam de suspensão na decisão de sábado. Os substitutos no jogo passado foram Galiardo e Jardel, respectivamente. Uma surpresa preparada por Zimmermann durante duas semanas de treinos com os portões fechados no Bento Freitas.

 

            DRAMA- A derrota no Bento Freitas não abalou a confiança do Fortaleza na virada na partida de volta, sábado, no Castelão. O clube cearense vive, porém, o risco de deixar escapar pela terceira vez dentro de casa a vaga na Série B do Brasileiro. Nas edições de 2012 e 2014, o Tricolor Pici foi eliminado nas quartas de final por Oeste e Macaé, respectivamente. Esse um peso a mais para ser carregado no reencontro com o Brasil.

 

            O técnico Marcelo Chamusca lamentou os erros de finalização no primeiro tempo, especialmente o gol perdido por Tinga, que apareceu na frente de Eduardo Martini e mandou a bola por cima do travessão. “Não finalizamos com êxito”, disse o treinador, que viu seu time sem objetividade na segunda etapa. “No segundo tempo, nós rodamos bastante, mas faltou profundidade”.

 

 


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Programa Opinião

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS