Aliança terá cursos e campanha de ‘conscientização’ sobre candidatas laranjas

O novo partido do presidente

Imagem da InternetImagem da InternetFoto: Internet

O novo partido do presidente Jair Bolsonaro, Aliança pelo Brasil, quer promover cursos, palestras e campanhas de conscientização para formar a mulher na política e evitar fraudes como candidaturas laranjas.

 

A informação é da advogada Karina Kufa, que será tesoureira do novo partido. Ela disse ao blog que o partido vai discutir o tema permanentemente.

 

“Para as mulheres, vamos trabalhar ativamente na formação política delas. Cursos permanentes, palestras, teremos canal de denúncias para evitar fraudes de candidaturas femininas e faremos campanhas de conscientização buscando evitar a utilização de mulheres nesses expedientes, conhecido como candidaturas laranjas”, disse.

 

A estratégia do novo partido é se afastar das investigações envolvendo o PSL, antigo partido do presidente. A sigla é suspeita de lançar candidaturas de fachada para desviar dinheiro do fundo eleitoral.

 

O principal nome do governo de Bolsonaro que foi atrelado ao esquema é o do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. O presidente do PSL, o deputado federal Luciano Bivar, também é alvo de investigações.

 

Marcelo Álvaro Antônio foi indiciado Pela Polícia Federal pelo crime eleitoral de omissão na prestação de contas de campanha e pelo crime de associação criminosa.

 

Aliados do presidente avaliam, reservadamente, que o caso desgasta a imagem do governo no discurso de combate à corrupção, mas ainda assim o presidente mantém o ministro no cargo.

 

Fonte: Agência Brasil 


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Adalim Medeiros Show

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS