BNDES vai à Justiça contra empresa de chips

BNDES diz que emprestou R$ 201,8 milhões

Imagem da Internet
 

Concebida para ser uma "campeã nacional de tecnologia", a fábrica de semicondutores Unitec virou uma dor de cabeça para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), seus demais sócios e financiadores. Após anos tentando viabilizar a operação, o banco e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) recorreram à Justiça para tentar recuperar milhões em créditos inadimplentes. O BNDES pediu a busca e apreensão de máquinas e equipamentos da fábrica, que fica em Ribeirão das Neves (MG).

 

Iniciado em 2012, o projeto era considerado estratégico dentro da política industrial do governo do PT, já que a importação de semicondutores gera um déficit comercial ao País. Chamada à época de SIX Semicondutores, a empresa tinha como principal sócio privado o empresário Eike Batista e sofreu seu primeiro revés com a derrocada do grupo X. A parte de Eike na sociedade acabou transferida à Corporácion America, do argentino Eduardo Eurnekian, em 2014. A produção de chips, entretanto, nunca decolou.

 

Em ação movida na 26.ª Vara Federal do Rio de Janeiro, o BNDES diz que emprestou R$ 201,8 milhões para a implantação da fábrica em contratos firmados em 2012 e 2013. Desse total, R$ 173,1 milhões foram liberados (R$ 253,1 milhões em valores atualizados) Parte disso, foi garantida por hipoteca (40%) e parte por propriedade fiduciária (60%).

 

Fonte: Correio do Povo


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Atualidade Esportiva Edição de Sábado -

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS