Lula afirma que PT precisa lançar candidato em "todas cidades possíveis"

Primeiro pronunciamento dirigido ao PT desde que deixou a prisão

Imagem da InternetImagem da InternetFoto: Internet

Em seu primeiro pronunciamento dirigido ao PT desde que deixou a prisão, há uma semana, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou,nesta quinta-feira (14), que o partido "não precisa fazer autocrítica" e deve lançar candidatos em todas as cidades possíveis nas eleições de 2020. "O PT não nasceu para ser partido de apoio", disse ele durante a Executiva Nacional do PT, em Salvador, em resposta às discussões de que os petistas poderiam compor candidaturas de outras legendas de esquerda. 

 

Um ano e sete meses após ser preso na Operação Lava Jato para cumprir pena de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do triplex do Guarujá, o ex-presidente deixou há uma semana a cela especial da Polícia Federal em Curitiba. Lula foi beneficiado por decisão do Supremo Tribunal Federal, que, por 6 votos a 5, declarou inconstitucional a prisão após condenação em segunda instância. O petista foi sentenciado em três instâncias.

 

Em abril, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou a condenação, mas reduziu a pena para 8 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão. Nesta quinta, acompanhado da deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidente do partido, e de Fernando Haddad, candidato derrotado à Presidência em 2018, Lula voltou a atacar a condução da economia, numa demonstração do que deve ser o mote de sua atuação na oposição.

 

Ele criticou medidas recentes do governo de Jair Bolsonaro, como a MP do programa Verde e Amarelo, a reforma tributária e o leilão da Petrobras. "Agora, estão querendo taxar até o salário-desemprego, criar emprego onde o cara não terá nenhum direito. É quase voltar ao tempo da escravidão."

 

Ao falar de 2022, Lula afirmou que pode voltar a subir a rampa do Palácio do Planalto - ele está inelegível, enquadrado na Lei da Ficha Limpa - "levando Haddad, Rui (Costa, governador da Bahia) e outros companheiros". "O PT não nasceu para ser um partido de apoio. Vamos lançar candidaturas em todas as cidades que for possível.

 

Fonte: Correio do Povo


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Jornal Regional

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS