Pelotas perde a primeira na Copa Seu Verardi

Jogando em Bagé, time de Felipe Endres foi superado pelo Jalde-Negro por 2-0

n/d

Foto: Tales Leal - AI/ECP

 

Como previsto, Pelotas teve até aqui, o jogo mais complicado da primera fase da Copa Seu Verardi. Jogando na Rainha da Fronteira, o áureo-cerúleo não conseguiu volta para Pelotas com um resultado positivo e perdeu mais do que a lidarança, com os resultados, o Pelotas acabou caindo para a terceira colocação do grupo.

 

Na sequência da competição, o Lobo encara o Cruzeiro, no próximo final de semana na Arena Cruzeiro e encerra a participação na primeira fase diante do União Harmonia, na Boca do Lobo. 

 

O jogo diante do Cruzeiro se tornou mais uma jogo da mata-mata, já que o time estrelado está na frente do Pelotas e fará sua ultima partida na primeira fase. O Bagé, que com a vitória diante do Pelotas, assumiu a liderança, tem pela frente: União Harmonia e 12 Horas. Time jalde-negro deverá ficar com a liderança da chave.

 

O JOGO

 

Conforme o projetado, era um jogo que exigiria e muito do Pelotas, tanto do aspecto técnico, como fisíco. As condições do gramado prejudicaram as duas equipes. Mas tudo começou a dar certo para o Bagé muito cedo, logo após cobrança de fala de Ednei, aos 5 minutos, o atacante Giovane Gomes desviou para trás e o goleiro Dida não conseguiu desviar a bola pela linha de fundo, mas ela bateu na trave e se ofereceu para o zagueiro Emilio, que com muita tranquilidade, colocou a bola no fundo da rede, abrindo o placar para o Bagé.

 

O jogo ficou a feição do time de casa, que baixou suas linhas e jogou na velocidade dos seus extremas e no contra ataque. O Pelotas teve mais posse de bola, mas na fase de transição, não conseguia dar sequência as jogadas. O atacante Pablo foi pouco acionado, assim como Juliano.

 

O Pelotas ainda teve um baita problema no primeiro tempo. Quando o meia Jean Roberto sentiu novamente uma lesão muscular e teve que sair. O zagueiro Vinicius Machado entrou, com Thiago Costa sendo o primeiro volante, com isso, Mateus Santana foi adiantado para a segunda função.

 

O Bagé teve uma chance clara de ampliar o placar ainda no primeiro tepo, após bela jogada de Vinícius e Dênis, que cruzou na cabeça de Rogerinho que acabou errando a finalização de cabeça. O Pelotas reclamou de um gol impedido, marcado pela arbitragem, que alías estava bastante confusa. Um lançamento do campo de defesa, a casquinha de Juliano, Giovane Gomes ganhou na velocidade e colocou a bola na rede, mas o bandeira Jefferson de Moraes marcou impedimento, mas o bandeira havia marcado uma falta para o Pelotas, na linha divisória do gramado.

 

Voltando com a mesma formação do primeiro tempo, o Pelotas voltou melhor em releção a ele mesmo. Passou a trabalhar mais no campo de ataque. Os lances perigosos do Lobo vinham na bola parada de Juliano Tatto. O Bagé mais uma vez, apostou no jogo reativo, baixou suas linhas e apostou no contra ataque. 

 

O técnico do Pelotas Felipe Endres resolveu mexer na equipe. A primeira providência foi colocar Tatá e Andrei na equipe, para ter mais jogadas pelos flancos. A entrada de Tatá melhorou bastante a equipe, tendo mais jogadas pelo centro e Andrei entrou pela questão fisíca. 

No Bagé, o técnico Badico ajeitava mais o time para o contra ataque, tirando Fernandinho e colocando Wallan Luan, que infernizou a zaga do Pelotas.

 

O Pelotas teve a sua grande chance aos 21 minutos da segunda etapa, quando Vinícius Machado desviou de cabeça, Vandré fez a defesa, mas deu rebote e Giovane Gomes soltou uma bomba da marca do pênalti e o goleiro Jalde-Negro fez um milagre com o rosto. Depois desse lance, o Pelotas não teve mais oportunidades de marcar gol. O Bagé se aproveitou da expulsão de Pablo, que deixou o Lobo com um a menos, jogando com bastante velocidade com Wallan Luan. Aos 40 minutos, após jogada pela direita e cruzamento para área, Negretti furou e Vitor teve a chance de fazer o segundo, mas não conseguiu. 

 

O Pelotas ainda teve outra chance claríssima de empate, quando Busanello e Andrei fizeram a jogada curta, Andrei cruzou e Giovane Gomes antecipou, só não contava com o zagueiro Emilio, que salvou em cima da linha e evitou o empate. Logo ma sequência, aos 51 minutos, após grande jogada de Wallan Luan, que driblou dois jogadores do Pelotas e fez o passe para  Joãozinho bater na saída de Dida e fechar o placar na Pedra Moura.

 

Pelotas caiu para a terceira posição e o Bagé é o novo líder da chave. Veja como ficou a classificação da Copa Seu Verardi

 

n/d  

 

FICHA TÉCNICA

BAGÉ – Vandré, Nenê, Emílio, David e Ednei; Moisés Baiano (Matheus Freitas), Gustavinho (Vítor), Fernandinho (Wallan Luan) e Vinícius (Joãozinho); Léo Bahia. Técnico: Rinaldo Lopes Costa (Badico).

 


PELOTAS – Dida, Jean Malheiros (Busanello), Negretti, Thiago Costa e Juliano Tatto (Beto); Matheus Santana, Jean Roberto (Vinícius Machado), Pablo, Wallacer (Andrei) e Juliano (Tatá); Giovane Gomes. Técnico: Felipe Endres.
 

 

ARBITRAGEM – Geovane Silva, auxiliado por Igor Balke e Jeferson Moraes. Quarto árbitro, Maurício Granatto e delegado, Paulo Camacho.
 

 

GOLS – Emílio e Joãozinho (Bagé)
 

 

AMARELOS – Vandré, Nenê, Rogerinho, Gustavinho e Badico (Bagé); Thiago Costa, Vinícius Machado, Pablo - duas vezes - e Tatá (Pelotas)
 

 

VERMELHO – Pablo (Pelotas)


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS