ONU faz novas denúncias de execuções extrajudiciais e torturas na Venezuela

"Torturas e maus-tratos" de detentos na Venezuela.

n/d

A alta comissária das Nações Unidas (ONU) para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, denunciou nesta segunda-feira (9) novos casos de possíveis execuções extrajudiciais, assim como "torturas e maus-tratos" de detentos na Venezuela.

 

Em um discurso na 42ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU em Genebra, Bachelet apresentou um novo relatório muito duro sobre a situação na Venezuela sob o governo do presidente Nicolás Maduro.

 

"Meu escritório continuou documentando casos de possíveis execuções extrajudiciais cometidas por membros das Forças de Ação Especiais da Polícia Nacional - conhecidas como Faes - em alguns bairros do país", afirmou.

 

"Apenas no mês de julho, a organização não governamental 'Monitor de Vítimas' identificou 57 novos casos de supostas execuções cometidas por membros da Faes em Caracas", disse a ex-presidente chilena.

 

Bachelet indicou ainda que o Alto Comissariado documentou casos de "tortura e maus-tratos, tanto físicos como psicológicos, de pessoas arbitrariamente privadas de sua liberdade, em particular de militares".

 

Em contraposição a estas denúncias, Bachelet disse que o governo de Maduro cumpriu "a libertação" de "83 pessoas", incluindo "aquelas cuja detenção havia sido considerada arbitrária pelo Grupo de Trabalho de Detenção Arbitrária".

 

Fonte: Agência Brasil


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Pelotense a Caminho do Sol

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS