Abin tem que progredir como órgão central de inteligência, diz diretor-geral em discurso de posse

Agência Brasileira de Inteligência

n/dImagem da InternetFoto: Internet

O novo diretor-geral da Abin, Agência Brasileira de Inteligência, Alexandre Ramagem, destacou que o maior desafio da instituição é trabalhar de forma coordenada com outros órgãos.

 

A declaração foi feita em seu discurso de posse, nesta quinta-feira (11).

 

Alexandre Ramagem Rodrigues é delegado da Polícia Federal desde 2005. Lá, foi responsável pelas Divisões de Administração de Recursos Humanos e de Estudos, Legislações e Pareceres. Participou na coordenação de grandes eventos, como a Conferência Rio+20, em 2012; a Copa das Confederações, em 2013; a Copa do Mundo, em 2014; e a Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016.

 

Em 2017, foi convidado a integrar a força-tarefa da operação Lava Jato no Rio, onde fez parte da equipe de investigação e inteligência. No ano passado, coordenou a segurança do então candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro.

 

No início deste ano, Alexandre Ramagem foi requisitado para atuar como assessor especial da Secretaria de Governo da Presidência.

 

O presidente Jair Bolsonaro disse que não estava previsto um discurso dele, mas falou rapidamente sobre a importância estratégica do serviço de inteligência na garantia da liberdade e da democracia.

 

O novo diretor-geral da Abin, Alexandre Ramagem, também foi professor da Academia Nacional de Polícia, onde ministra as disciplinas Repressão a Homicídios e Grupos de Extermínio; Gestão de Pessoas; e Aperfeiçoamento em Planejamento e Gestão de Operações Policiais.


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Comando do Sucesso

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS