MPF pede à Justiça de Brasília para tornar Temer réu no inquérito sobre decreto dos portos

Temer já é réu em quatro ações penais

 
 
O Ministério Público Federal no Distrito Federal pediu nesta segunda-feira (15) à Justiça Federal de Brasília que aceite a denúncia contra o ex-presidente Michel Temer e o transforme em réu no inquérito que investiga o decreto dos portos.
 
 
Temer foi denunciado pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, em 19 de dezembro do ano passado. Em janeiro, o caso foi enviado para a primeira instância da Justiça porque o ex-presidente perdeu o direito ao chamado foro privilegiado.
 
 
Quando a denúncia foi apresentada, Temer afirmou em nota que provará, nos autos judiciais, que "não houve nenhuma irregularidade no decreto dos portos, nem benefício ilícito a nenhuma empresa."
 
 
O inquérito foi aberto em setembro de 2017 e tem como base as delações premiadas de executivos do grupo J&F.
 
 
Temer é acusado dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por integrar um suposto esquema para favorecer empresas específicas na edição do decreto dos portos. A defesa do ex-presidente sempre negou irregularidades.
 
 
Temer já é réu em quatro ações penais, denunciado em três inquéritos e investigado em mais cinco casos – ao todo, são 12 procedimentos em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Brasília. Na semana passada, o MPF reforçou outras duas denúncias: por obstrução de Justiça e suposta organização criminosa.
 
 
Agora, três acusações estão pendentes de análise por parte da Justiça Federal, que terá que decidir se Michel Temer será réu em sete processos.
 
 
Fonte: G1

Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Pelotense a Caminho do Sol

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS