Itamaraty anuncia demissão de diplomata após textos sobre Venezuela

O Brasil não reconhece a legitimidade de Maduro

Imagem da InternetImagem da InternetFoto: Internet

O Ministério das Relações Exteriores informou nesta segunda-feira (4) que o diplomata Paulo Roberto de Almeida, diretor do Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais, deixou o comando do órgão, vinculado ao Itamaraty.

 

Diplomata de carreira desde 1977, Paulo Roberto de Almeida publicou e reproduziu entre este domingo (3) e ontem (4) textos sobre a crise na Venezuela. Ele não fez comentários sobre o posicionamento do Brasil, mas disse ter denunciado "o desastre que se preparava" no país e revelado "o caráter profundamente corrupto" do regime de Hugo Chávez, antecessor de Nicolás Maduro.

 

O Brasil não reconhece a legitimidade de Maduro e considera o líder oposicionista Juan Guaidó como presidente interino. Na semana passada, Guaidó esteve em Brasília e se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro. Em meio à crise entre os dois países, a Venezuela fechou a fronteira com o Brasil.

 

Fonte: G1


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

NO AR

Rincão da Pelotense

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS