Governador do Ceará diz que 21 presos foram transferidos após ataques

Medidas contra celular em presídios


Imagem da InternetImagem da InternetFoto: Internet
 
O governador Camilo Santana afirmou nesta quarta-feira  (9) que 21 presos de facções criminosas que atuam no Ceará foram transferidos para presídios federais, após uma onda de ataques que atinge o estado há uma semana. O chefe do executivo estadual disse também, em entrevista à Globo News, que o estado vai endurecer as medidas contra a entrada de celulares nas unidades prisionais. A medida de transferência dos detentos já havia sido anunciada pelo governo do estado.

 

Até a madrugada desta quarta-feira(09), foram 164 ataques confirmados em 41 dos 184 municípios cearenses. Os criminosos incendiaram ônibus, transportes escolares, prédios públicos e comércios na capital e no interior. A Secretaria da Segurança Pública do Ceará confirmou que 185 suspeitos de participação nos crimes foram detidos.

 

Durante a entrevista, Camilo Santana relatou que esses ataques criminosos no Ceará são uma reação a uma "ação forte que o governo está realizando dentro do sistema prisional". Segundo o governador, os líderes de facções criminosas que estavam nos presídios do Ceará foram transferidos para unidades federais em outros estados. O Governo Federal já havia oferido 60 vagas nos presídios que administra para receber criminosos que atuam no Ceará.

 

Fonte: G1 


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Cotidiano

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS