Dilma contesta crítica de que sistema de inteligência foi 'derretido' em seu governo

A ex-presidente cita situações que considera falhas do GSI

Imagem da InternetImagem da InternetFoto: Internet

A ex-presidente da República Dilma Rousseff divulgou neste domingo (6) um texto no qual contesta a afirmação feita pelo ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, de que o sistema de inteligência do governo foi "derretido" na gestão dela.

 

A petista afirma que houve “várias situações de manifesta ineficácia do GSI e do sistema de inteligência a ele articulado” no seu mandato e cita a facada no então candidato à Presidência Jair Bolsonaro, durante a campanha eleitoral, como a “falha mais recente” do órgão, já no governo Michel Temer.

 

O ministro Augusto Heleno, responsável pela segurança do presidente Jair Bolsonaro e ações de inteligência e estratégia do governo, fez a crítica ao governo dela na quarta-feira (2), durante discurso ao assumir o cargo em cerimônia no Palácio do Planalto. Dilma ainda não havia se manifestado sobre o assunto.

 

“De fato, durante meu mandato, tive várias situações de manifesta ineficácia do GSI e do sistema de inteligência a ele articulado”, escreveu Dilma em texto publicado em seu site e compartilhado em suas redes sociais.

 

A ex-presidente cita situações que considera falhas do GSI, como quando não detectou nem impediu “grampo feito ilegalmente” no gabinete presidencial, em março de 2016, que captou diálogo dela com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, às vésperas de ele ser nomeado para a Casa Civil.

 

Fonte: G1 


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS