Tricolor empata em Bagé e conquista acesso

Carlos Gatto marca e tricolor é Divisão de Acesso

n/d

Foto: Rodrigo Oliveira - Rádio Pelotense

 

Uma tarde espetacular em Bagé. Sol, calor e futebol. O duelo de duas equipes tradicionais no futebol gaúcho. De um lado, o Guarany, bi-campeão Gaúcho, único do interior. Do outro lado, o tricolor do Fragata. Campeão de 35. 

 

Um jogo de muito peso no futebol gaúcho, mas que nos últimos anos foi caindo nas divisões do futebol estadual. A rivalidade é tão acirrada que, durante a madrugada, torcedores do Guarany soltaram baterias de foguetes para atrapalhar o sono dos jogadores do Farroupilha. 

 

Na chegada ao estádio Estrela D"Alva, pressão dos torcedores do Guarany. Rojões e pedras foram arremessadas no ônibus tricolor. 

Antes de rola a bola, o presidente tricolor disse que "o brasileiro tem que parar com isso de querer ganhar as coisas de forma ilicitas". 

 

Além da preparação de campo, a preparação psicologica foi muito importante. Tudo isso que aconteceu fora de campo, foi utilizado como combustivel para o grupo de jogadores do tricolor.

 

O JOGO

O Farroupilha entro claramente para tentar segurar o Guarany. No primeiro tempo, o time de Bagé foi melhor. Melhor porque o Farroupilha dava espaços para a criação. Sem compactação, os jogadores do tricolor encontraram dificuldades para jogar, desarmar e contra atacar. 

 

O Guarany chegou ao seu gol da maneira que se imaginava, na bola parada. Foi após um cruzmento de Kevin, Wendell subiu mais alto que a defesa tricolor, desviou de cabeça. O goleiro Jefferson até tentou chegar na bola, mas ela passou a linha e o gol foi confirmado pela arbitragem.

O clima foi todo para o lado do Guarany. O tricolor demorou para se acertar no jogo. O técnico Antônio Freitas demorou para conseguir acertar a equipe. Somente após uma parada no final do primerio tempo, quando David teve que sair para atendimento com a ambulância.

 

Mas foi no intervalo que o técnico do Farroupilha acertou a equipe, corrigiu os erros de posicionamento e o tricolor passou a não dar mais espaços para o Guarany. 

 

Logo no começo do segundo tempo, Oscar descolou um passe espetacular para Carlos Gatto, que invadiu a área e chutou na saída de Anderson, fazendo o gol de empate e o da classificação. 

 

O Guarany tentou fazer uma grande pressão, mas pecava na falta de qualidade do setor ofensivo, tanto que Wendell foi ser centro avante para tentar na força o gol. 

 

O Guarany teve a bola do acesso nos pés de Ledesma, que chutou muito forte e Jefferson fez grande defesa, a defesa do acesso. 

 

O final do jogo festa do grupo de jogadores e dos torcedores que foram a Bagé. Muita emoção por parte dos jogadores e também da comissão técnica. O técnico Antônio Freitas era o majs empolgado. 

 

Mas o ponto mais alto de emoção no Estrela D'Alva, foi quando Trem, o torcedor simbolo do tricolor, entrou no grramado e fez muita festa com os jogadores do Farroupilha. 


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

NO AR

Pelotense a Caminho do Sol

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS