'Farei mudanças na rotina da Lava Jato da PGR', diz Carlos Frederico

Candidato a procurador geral da República

Imagem da InternetImagem da InternetFoto: Internet

O procurador Carlos Frederico Santos, candidato a procurador geral da República, acredita que os processos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF) não tem tido êxito e estão carentes em termos de condenações. 
 

Carlos Frederico é um dos oito candidatos a lista tríplice organizada pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR). 
 

Marcada para o dia 27 deste mês, a eleição contará com os votos de cerca de 1300 procuradores para escolher os três principais nomes a sucessor de Rodrigo Janot, que deixa o cargo em setembro.
 

A sequência de três nomes será enviada ao presidente Michel Temer no momento em que ele é investigado na própria PGR pelos crimes de corrupção passiva, obstrução de justiça e organização criminosa. 
 

Apesar de poder escolher qualquer um dos três nomes, o primeiro da lista tem sido conduzido para liderar a PGR desde o governo Lula.
 

Carlos Frederico sempre esteve na oposição a Janot, procurador geral que assumiu o cargo em 2013 e comandou a Lava Jato desde o seu nascimento.

 

Fonte: G1


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

NO AR

Atualidade Esportiva 2² Edição

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS