Empate mantém pressão na Baixada

Brasil fica no 1 a 1 com o Caxias, permanece fora do G-8 e perto da zona de rebaixamento

             n/d

             O Brasil pretendia vencer o Caxias, nesta quinta-feira, no Bento Freitas, para retornar ao G-8 do Campeonato Gaúcho. Mas só empatou por 1 a 1. Assim continua fora da zona de classificação – a dois pontos do oitavo colocado – e ainda sem garantia de permanência na primeira divisão de 2018. Tem apenas um ponto de vantagem em relação a Ypiranga e São Paulo. O time rio-grandino ingressou na zona de rebaixamento. Isso aumenta a importância da partida de domingo, diante do Novo Hamburgo, em Pelotas.

 

            Com Teco na zaga e Juninho (foto) no meio-campo, o Brasil saiu pressionando a defesa adversária. Nem arriscou um chute a gol, dando mostra que que estava apetite ofensivo. O tempo foi passando sem que a vantagem chegasse. O Brasil só exerceu pressão forte no final do primeiro tempo, com a bola passando pela área do Caxias. Juninho exigiu uma grande defesa de Marcelo Pitol.(Foto: Carlos Insaurriaga/Assessoria GEB)

 

            A segunda etapa custou a começar, porque o lateral Juliano Tatto (jogador acertado com o Pelotas) sofreu um trauma na cabeça e necessitou ser levado de ambulância ao hospital. Quando a bola rolou, o Brasil começou em cima do adversário. Nem exigiu mais uma grande defesa de Pitol. Em seguida, aos seis minutos, o meia cobrou uma falta e marcou o gol do Brasil, com a bola passando pela barreira.

 

            A alegria dos rubro-negros durou pouco. Aos 11 minutos, Geninho se aproveitou de uma bola parada e, de cabeça, faz o gol de empate. O Brasil sentiu o golpe. O time visitante teve, inclusive, a chance da virada. Eduardo Martini necessitou fazer duas grandes defesas. O time xavante voltou a pressionar nos minutos finais, mas não conseguiu chegar à tão necessária vitória.

 

            O Brasil está a três pontos da permanência na Série A, afastando o fantasma do rebaixamento. O futuro pode ser definido no jogo de domingo, às 19h30, contra o líder Novo Hamburgo, no Bento Freitas.

           

            BRASIL (1)

            Eduardo Martini; Wender, Cirilo, Teco e Marlon; Leandro Leite, Galiardo, Juninho (Bruno Lopes), Nem e Marcinho; Gustavo Papa (Rodrigo Silva). Técnico: Rogério Zimmermann.

 

 

            CAXIAS (1)

            Marcelo Pitol; Gian, Jean, Edson Borges e Juliano Tatto (Geninho); Marabá, Elyeser, Reis, Wagner (Diego Miranda) e Júlio César; Reginaldo Junior. Técnico: Luís Carlos Winck.

 

Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas

Árbitro: Vinícius Amaral

Assistentes: Rafael da Silva Alves e André da Silva Bitencourt

Cartões amarelos: Wagner; Reis e Juliano Tatto (C)

Gols: Nem (6min); Geninho (11min do segundo tempo)

 

 

 

                        CLASSIFICAÇÃO – GAUCHÃO

Col.

Equipes

PG

J

V

E

D

GP

GC

SG

1

Novo Hamburgo

19

9

6

1

2

17

8

9

2

 Caxias

15

9

4

3

2

14

9

5

3

Grêmio

14

9

3

5

1

12

8

4

4

Veranópolis

14

9

3

5

1

8

6

2

5

Cruzeiro

14

9

3

5

1

9

8

1

6

 São José

13

9

3

4

2

10

8

2

7

Juventude

11

9

3

2

4

7

10

-3

8

Internacional

11

9

2

5

2

10

10

0

9

Brasil

9

9

2

3

4

7

8

-1

10

Ypiranga

8

9

2

2

5

7

12

-5

11

São Paulo

8

9

2

2

5

9

15

-6

12

Passo Fundo

6

9

1

3

5

5

13

-8

 


Rádio Pelotense - AM 620 KHZ

  3222-4334

NO AR

Pelotense a Caminho do Sol

Ouvir agora

Desenvolvido por:

PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS